Ana Lara :: De bebezinha a bebezão

by 4/15/2012 0 comentários
Confesso que me senti realizada no primeiro ano de minha filha. Foi tanta felicidade que eu mal consegui me controlar. A festa foi linda. O tema escolhido foi do ursinho Pooh, pois minha filha adora ele desde os três meses quando ela ganhou um mordedor do pooh, era só mostrar ele para ela e ela dava aquela risadinha gostosa e toda banguela. O tempo foi passando e o pai dela comprou o pooh grandão de pelúcia e desde esse ponto ela vem abrançando ele, beijando, subindo em cima dele de tal forma que criou um vinculo tão forte entre ela e o pooh. Quando mostrei a mesa do aniversario para ela, ela fez uma carinha de felicidade tão bonitinha que eu me senti mais feliz ainda.  Ter um filho é uma benção de Deus tão grande e realizar o primeiro ano de seu filho é uma conquista. Espero que Deus sempre ilumine a minha família fazendo que cada ano seja mais uma conquista vencida. Amém.

Eu vou relembrar algumas coisas aqui desde quando a Ana Lara era bebezinha até quando ela completou um aninho, vamos lá:

Recem Nascida: Minha bebezinha chegou ao mundo tão pequena, mas tão pequena que eu tinha dificuldade de pegá-la, de aconhcegá-la no meu colo e de fazer ela acertar a pega correta em meu seio para mamar. Dormia mais do que tudo, e eu ficava lá observando ela dormir, enquanto dormia dava umas risadinhas tão gostosas que me fazia me senti tão feliz.




1° Mês: Ganhou peso, bochechas e ficou um pouco mais acordada, levantava o pescocinho com mais falicidade, dava ltas risadinhas quando eu brincava com ela, porém mamava bastante e dormia bastante tbm.







2° Mês: As cólicas começaram a apontar nesse mês, o frio estava demais e por acidente eu acabei tomando leite com café (estava com saudade) e a Lara foi mamar e foi dormir só 4 horas da madrugada, pois o cafe tinha passado para ela... Uma vez lembro de ter feito ela dormir fazendo bicicleta nela para melhorar a cólica. Nesse mês tbm foi a primeira vez que tomei banho junto com ela no chuveiro, confesso: ela adorou.






3° Mês: Cada dia que passava ela ficava mais espertinha, mais acordada e eu me senti realizada pensando que os problemas acabaram pois dizem que no 3° mês encerram as cólicas. Mas estava enganada quanto aos problemas... as colicas cesaram, porém, a gengiva começou a coçar de certo ponto que ela ficava irritada comendo as mãozinhas. Para fazê-la dormir era um custo, ela preferia o colo do pai dela, pois ele pegava ela de um jeito que ela se sentia mais confortavel e dormia gostoso. Nisso eu me lembro quando o pai dela viajou e eu fiquei sozinha com ela, era 23:00 da noite e ela berrava de sono e não queria dormir comigo de jeito nenhum, por graça o pai dela chegou de viagem às 00:00 e foi só ele pegar ela que ela dormiu...


4° Mês: comecei a introduzir papinhas doce, como banana amassadinha, papinhas de maça e banana da nestle e suco de laranja lima... Confesso que nas primeiras colheradas ela fez umas caretas muito feias mas depois fazia até picota para comer e comia tudo que eu colocava no pratinho, uma gracinha. Outra coisa que me recordo era de deixar ela no tapete da sala forrado com um lençol limpinho, com os brinquedos dela todos espalhados pelo chão e na tv com dvd da galinha pintadinha. Isso incentivava ela a engatinhar. E foi com isso que ela aprendeu a rolar, a arrastar e a lavantar o bumbum querendo engatinhar. Aprendeu a fazer pruuuu com a boca.



5° Mês: Aprendeu a engatinhar, escolhia seus brinquedos, adorava galinha pintadinha e no meio deste mês começou a comer papinha salgada como: purê de batata com caldinho de feijão, chuchu com caldinho de feijão... E ainda preferia o colo do papai para nanar. E nasceu os 2 primeiros dentinhos.






6° Mês : Sapeca e danada, conseguiu ficar em pé pela primeira vez subindo em cima do seu urso de pelucia pooh e apoiando no sofá, tbm conseguiu ficar sentadinha sozinha. Engatinhava pra onde queria. Falou papai pela 1° vez quando eu estava dando banho nela no chuveiro saiu um PA PA PA PAIIII achei tão bonitinho.





7° Mês: Passou a procurar os brinquedos que queria, aprendeu a bater palminha, beijava quando alguem pedia ela, e a cada dia ficava mais esperta e sapeca. Tentava mastigar as coisas e tudo que pegava levava na boca. Foi nesse mes que passei um grande apuro, pois ela pegou um algoda no chao e levou pra boca e engoliu e o algodao parou na garganta dela e ela foi engasgada foi um custo daqueles desengasgar ela... E quanto a papinha ela engasgava bastante pois estava aprendendo a mastigar e muitas vezes engolia sem mastigar e dai eu ficava loquinha da cabeça.




8° Mês: Nasceu mais dois dentinhos, neste mês ela ja comia bolacha maria, biscoito de polvilho e ja estava tentando dar seus primeiros passinhos, brincava na banheira sozinha, já comia arroz inteiro. E foi nesse mês que ela falou vovó pela primeira vez.








9° Mês: Nesse mes ela conseguiu dar 3 passinhos sozinha.. Me senti toda toda vendo meu bebezinho andar. Cadia dia que passava ela fazia mais graça, ria das caretas que eu fazia e pedia pra mim contrar historinhas.







10° Mês: De 3 passinhos foi pra 10 passinhos, cada dia mais ficava esperta, conseguiu falar mamãe e mama. Nesse mês ela queria só ir pro chão e ficar dandando... seja onde ela estava... nasceu mais dois dentinhos








11° Mês: Passou a sentir falta das pessoas, chorava quando alguém falava tchau para ela, aprendeu a fazer tchau, procurava as coisas quando eu pedia, obedecia quando eu falava não e a esperteza dela so aumentava cada vez mais.







12° Mês: Nasceu mais dois dentinhos, amou a festa de aniversario, surprendeu com todos cantando parbéns, adorou os presentes, e toda vez que via a mesa batia palminha lembrando de todos cantando parabéns. Está andando mais freguentemente mais ainda prefere engatinhar pra evitar quedas. Come de tudo e já não engasga mais. Largou os macacões agora é uma bebezona completa... Só falta larga o peito da mamae...

Luana Beatriz de Jesus

Mãe de 2, Artesã, Escritora, Blogueira, Poeta, Fotógrafa, Design Gráfica, Web Design e Web Master.

Uma pessoa cheia de ideias, amores, criatividade, sonhos e fantasias. Enfrentando os obstáculos da vida, superando as perdas e festejando as conquistas

0 comentários: